Fabio Brazza - crédito da foto Alex Takaki

Em janeiro, o projeto gratuito Férias Musicais no CCBB São Paulo será com muito rap liderado por Fabio Brazza

Janeiro é o mês do Rap nas Férias Musicais no CCBB São Paulo. Serão realizadas Batalhas de Rap,nos dias 23 e 25 de janeiro,e Fábio Brazza, um dos grandes nomes da cena atual do rap, faz shows nos dias 24 e 26 de janeiro, com participações especialíssimas de Vulto e Negra Li. Tudo de graça!

Os shows do Fabio Brazza irão acontecer no Teatro do CCBB. No dia 24, às 19h, Vulto faz participaçãoe no dia 26, às 19h, é a vez de Negra Li.

Do lado de fora do CCBB, as Batalhas de Rap com concorrentes de campeonatos anteriores que virão de vários pontos da cidade. Os ganhadores levarão prêmios como fones de ouvido e caixas de som.

Vídeos de Fabio Brazza
Fabio Brazza part. Negra Li – Anjo de Asas Negras (DVD Colírio da Cólera)

https://youtu.be/mJUG6bZXHpw
Pela Arte, Por Amor (Clipe Oficial) – Fabio Brazza part Vulto Rivais (prod. Blood Beatz)
https://youtu.be/sSRCX2YK_6A
Fabio Brazza – América Latina (DVD Colírio da Cólera)
https://youtu.be/a0nz2Gm9BPY

Fabio Brazza, neto do poeta concreto Ronaldo Azeredo, é também poeta, músico e improvisador e já conta com mais de 2 milhões de seguidores nas redes sociais. Entre videoclipes, poesias e improvisos de rap, já conta com mais de 170 milhões de visualizações nos seus vídeos e vem transformando a cabeça de uma geração de jovens que, depois de conhecerem seu trabalho, mudaram a relação com o conhecimento.

Fabio Brazza faz hip-hop popular brasileiro. Música brasileira e hip-hop numa fusão perfeita entre crítica social, alegria, ritmo e poesia enchendo os olhos e o coração. Mas seu talento, inteligência e dom de improvisar rimas já o levaram a dividir o microfone com grandes nomes da música como Gabriel o Pensador, Arnaldo Antunes, Caju e Castanha, Paula Lima e Chali 2na do Jurassic 5.

Em abril de 2014 lançou seu primeiro álbum, Filho da Pátria, e já foi parar na lista dos 10 artistas que estão reinventando a música brasileira do site americano Wondering Sound.Após as boas críticas com o álbum, Tupi, or not Tupi lançou em 2017 o álbum É Ritmo mas também É Poesia e o 1º EP musical em formato de Programa de TV, o Epopéia da Poeira Cósmica.

2018 começou bem para o Brazza, participando da composição do samba-enredo nota 10 da escola do Grupo Especial de São Paulo, Dragões da Real. Ainda para esse ano teremos seu primeiro álbum acústico, Colírio da Cólera, todo filmado em estúdio e conta com as presenças de: Negra Li, Marina de La Riva, Gabriel Elias, Fernandinho Beatbox e Cynthia Luz. Além dese projeto Fabio lançou seu primeiro livro, inspirado em seu poema Pensamento Inverso e com prefácio escrito por Mauricio de Sousa, criador da Turma da Mônica.

Vulto - crédito da foto Alex Takaki
Vulto – foto Alex Takaki

Vulto, começou a fazer rimas de improviso em meados de 1997, ainda criança em brincadeiras com os amigos. Em 2007, começou a participar das batalhas de freestyle  e em pouco tempo, conquistou uma sequência de vitórias nas  batalhas mais importantes  do hip hop brasileiro, tais como a Rinha dos mc’s fundada por Criolo, Batalha do Santa Cruz e as batalhas da Casa do Hip Hop em Diadema.

Reconhecido como um dos melhores mc’s de rima improvisada, foi elogiado por grandes nomes como Criolo, Emicida, Projota, Rashid, Kamau entre outros artistas consagrados da cena.

Campeão na edição especial da Batalha da Santa Cruz, promovida pela Nike no maior evento de tatuadores do mundo na Fecomercio e no aniversário de 20 anos da Casa do Hip Hop de Diadema, passou a ser considerado um dos 10 melhores Mc’s de freestyle do Brasil. Em 2011, chegou à grande final do circuito nacional de freestyle, promovido pela Rinha dos Mc’s e apresentado pelo próprio Criolo já após ter se consagrado em sua carreira músical com o disco (Nó na orelha) vencida essa etapa, decidiu encerrar sua atuação nas batalhas de rimas para se dedicar inteiramente à música.

Com o seu grupo de rap Rivais, gravou em 2011 o disco “Pra quem quiser saber”, que tornou real seu sonho de infância, qual seja viajar por diversas cidades, levando sua música. A partir desse trabalho surgiram convites como o de Fabio Brazza para participar das batalhas de rap do canal dos (Desimpedidos) de Felipe Andreoli e para o programa (Acelerados) de Rubinho Barrichello, que em 2017 fez questão de promover a primeira batalha de rap com marcas de carros para seu programa após ter visto o sucesso dos vídeos de batalhas de times, esta foi a primeira batalha do gênero exibida em rede nacional.

Em 2017 Vulto foi convidado por Fabio Brazza a participar como compositor de seu disco acústico intitulado (O colírio da Cólera) que contou com a participação de grandes nomes da cena do rap tais como a Negra Li que gostou tanto do resultado da parceria de compositores que convidou pessoalmente Vulto e Fabio Brazza para escreverem o seu disco intitulado (Raízes) que sai agora em novembro de 2018.

Negra Li - Crédito de Mauricio Nahas
Negra Li – Foto de Mauricio Nahas

Negra Li, musa do RAP, volta às raízes lançando RAP de vanguarda. Mais linda do que nunca, madura aos 38 anos, Negra Li está voltando ao mercado musical, às suas raízes da periferia, à sua verdadeira essência, o RAP. É a menina da periferia, que volta mulher, mãe, e ocupa seu lugar de musa do RAP, após uma merecida pausa. “Saí do RAP há alguns anos, fui para o pop e para a MPB, mas no meu coração sou RAP, sou da Brasilândia e não posso negar minhas raízes. Eles precisam da minha voz”, fala emocionada Negra Li.
Com novo disco que retrata o momento da artista: felicidade pura, muito amor pelos filhos, pelo marido e pela periferia. Mistura de jovialidade e orgânico. Bateria de Trap com um quê de samba. Novo, original, contagiante, apaixonante. Um retorno triunfal da musa do RAP às suas raízes.

Ficha Técnica

Carlos Hamilton Martins Feltrin – Direção Artística

Lucas Reyes – Produtor Executivo

Crédito das fotos de Fabio Brazza e Vulto: Alex Takaki

Crédito da foto de Negra Li – Mauricio Nahas

RAP

Fábio Brazza – Rapper

Vulto – Convidado

Negra Li – Convidada

Serviço:

Férias Musicais no CCBB

Classificação indicativa: livre

Entrada Franca

Janeiro

Dia 23 e 25 de janeiro, às 19h – Batalhas de Rap
Local: Lado de fora do CCBB
Classificação Indicativa área externa: livre.

Dia 24 de janeiro, às 19h- Fabio Brazza e Vulto
Local: Teatro – 140 lugares
Retirada de senhas uma hora antes
Classificação Indicativa teatro: 12 anos. 

Dia 26 de janeiro, às 19h –  Fabio Brazza e Negra Li
Local: Teatro – 140 lugares
Retirada de senhas uma hora antes
Classificação Indicativa teatro: 12 anos.

Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo

Rua Álvares Penteado, 112 – Centro. São Paulo –SP

Acesso ao calçadão pela estação São Bento do Metrô

(11) 3113-3651/3652 | Quarta a segunda, das 9h às 21h

ccbbsp@bb.com.br  |  www.bb.com.br/cultura  |  www.twitter.com/ccbb_sp  |

www.facebook.com/ccbbsp | www.instagram.com/ccbbsp

Classificação indicativa: 12 anos

Acesso e facilidades para pessoas com deficiência | Ar-condicionado | Cafeteria e Restaurante | Loja

Estacionamento conveniado: Estapar – Rua Santo Amaro, 272.

Traslado gratuito até o CCBB. No trajeto de volta, a van tem parada na estação República do Metrô.

Valor: R$ 15 pelo período de 5 horas.

É necessário validar o ticket na bilheteria do CCBB.

Sócia-diretora da Bemelmans Comunicações, empresa de assessoria de imprensa. É formada em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero de São Paulo. Fez Curso de Assessoria de Imprensa para empresas em momentos de crise.
Post criado 15

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo