Espetáculo infantil A Cidade de Dentro da República Ativa de Teatro, estreia em outubro em Santana


Thiago Ubaldo na peça A Cidade de Dentro – Crédito da foto Daíse Neves

No dia 5 de outubro, sábado, às 16h, estreia o espetáculo infantil A Cidade de Dentro no Teatro Alfredo Mesquita, em Santana. A peça integra a Mostra Sonhos em Tempos de Guerra da República Ativa de Teatro,contemplada pela 32ª Edição do Programa de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo. A temporada vai até 27 de Outubro. Grátis!

A Cidade de Dentro é um espetáculo teatral que aborda os conflitos de uma grande metrópole e os reflexos dos problemas originados entre as necessidades dos indivíduos e a má gestão do poder público. Em cena estão Leandro Ivo, Rodrigo Palmieri, Thiago Ubaldo e Vivi Gonçalves. A encenação é da República Ativa e a direção e provocação cênica é de Eliana Monteiro.

Vivi Gonçalves na peça A Cidade de Dentro – Crédito da foto Daíse Neves

A Mostra Sonhos em Tempos de Guerra contempla seis espetáculos teatrais, com linguagens distintas e com a participação de diversos outros artistas. O Inimigo foi apresentado no Teatro Décio de Almeida Prado em junho; A Sombra do Vale foi apresentado no Teatro João Caetano, em julho; Invocadxs cumpriu temporada entre agosto e setembro no Teatro Alfredo Mesquita. A Cidade de Dentro é o quarto dentre esses seis espetáculos que serão apresentados gratuitamente em teatros públicos municipais. O projeto promoverá ainda debates públicos sobre o Teatro e a Criança na Embaixada Cultural – sede da República Ativa -, que fica na Vila Dom Pedro II – Zona Norte da cidade. 

Sinopse:

Perfeitolândia é uma cidade diferente que faz jus ao seu nome. Tudo nela funciona perfeitamente bem: árvores que contam histórias, estátuas vivas, ruas que se movem… Tudo milimetricamente planejado pelo Sr. Perfeito – o Prefeito. Mas o que é uma cidade senão as pessoas que nela vivem? Será que todos os seus cidadãos conseguem desfrutar de tudo aquilo que a cidade tem a oferecer?

Release:

Nesta encenação performativa apresenta-se uma cidade perfeita aos olhos do mundo. Tudo construído com a mais alta tecnologia e os melhores recursos por ideia do Sr. Perfeito – o Prefeito, um homem destemido que não mediu esforços para construir essa maravilha de cidade. Mas será que toda essa aparência é real? Será que estamos diante de um modelo que será a solução dos problemas das outras cidades? Os cidadãos de Perfeitolândia são mais felizes do que os moradores de outras cidades?

Este experimento cênico busca iluminar a necessidade de se olhar para dentro. Todos temos cidades inteiras dentro de nós, com ruas particulares, esquinas que somente nós conhecemos, buracos profundos e calçadas que nos levam a lugares que somente nós mesmos podemos chegar. É preciso modificar o interno para que o externo também mude. Estamos todos conectados… Interligados… Essa compreensão é necessária para construirmos a cidade que atenda os ideais de todos.

Provocada por Eliana Monteiro (Teatro da Vertigem), a República Ativa se aventurou pelos caminhos performáticos, até então desconhecidos, para se chegar até essa tal “Cidade de Dentro”. Esse espetáculo é um dos resultados do projeto “Sonhos em Tempos de Guerra”, contemplado pela 32ª Edição do Programa de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo.

Projeto Sonhos em Tempos de Guerra da República Ativa de Teatro contemplado pela 32ª Edição da Lei de Fomento ao Teatro para a cidade de São Paulo!

Sobre a Mostra Sonhos em Tempos de Guerra

A partir da temática do espetáculo O Inimigo”, a República Ativa de Teatro criou e desenvolveu o projeto Sonhos em tempos de Guerra”, contemplado pela 32ª Edição do Programa de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo. Trata-se do aprofundamento da pesquisa da Cia que aborda questões relevantes e delicadas para crianças e jovens, e que proporciona o desenvolvimento de 5 (cinco) novos espetáculos teatrais, com linguagens e abordagens distintas e a participação de diversos outros artistas.

O projeto propõe debater poeticamente a relação da criança com as chamadas “guerras cotidianas” – conflitos que fazem parte do dia a dia e que a criança nem sempre é convidada a refletir sobre eles. Debater é trocar argumentos, discutir ideias. A partir de um debate rico, em que os lados têm liberdade para colocarem suas opiniões livremente, quem assiste ou participa poderá construir o seu ponto de vista com base no que lhe pareceu mais verossímil. Numa sociedade cada vez mais binária, os debates tendem a ser menos honestos, pautados na intenção de apenas defender a própria ideia sem permitir conhecer a ideia do outro. As pessoas se encastelaram em verdades prontas, e quem discorda delas está contra quem as defende. Essa intolerância que se vê entre adultos também reflete entre as crianças e adolescentes, com consequências igualmente grandes para eles e para a sociedade.

A Cia traz à tona esses questionamentos, se propondo a pensar, discutir e direcionar o olhar para a formação de nossas crianças que cresce em meio a uma sociedade tomada por diversas guerras – como gênero, educação, institucional, entre outras –, apresentando ao público essas problemáticas com responsabilidade e poesia. Os resultados desse processo de pesquisa poética serão apresentados nesse formato de Mostra, que se iniciou em Junho e vai até Abril de 2020, ocupando diversos Teatros Públicos Municipais em apresentações gratuitas. Ainda como parte dessa Mostra, a República Ativa promoverá o “Fórum Permanente de Discussão”, que visa discutir assuntos pertinentes à criança e diferentes tipos de linguagens no teatro para esse público. Esses debates ocorrerão na Embaixada Cultural – sede da República Ativa -, que fica na Vila Dom Pedro II – Zona Norte da cidade. 

Sobre a Cia:

A República Ativa de Teatro desenvolve desde 2006 uma sólida pesquisa dentro do universo teatral para crianças, intitulada “O Real Imaginário”. Com um premiado repertório de espetáculos, contações de histórias e oficinas, a Cia continua atuante, experimentando e reafirmando escolhas em prol de um teatro infantil artisticamente relevante.

O início dessa pesquisa se deu através da busca por textos consagrados na dramaturgia brasileira para crianças. Com o olhar atento para temas que fossem relevantes nos dias atuais, a Cia encenou a aceitação do ser diferente em nossa sociedade (“A Bruxinha Que Era Boa” – 2006), as perdas sofridas ao longo da vida e a busca por nossos sonhos (“O Cavalinho Azul” – 2008), a descoberta da liberdade, maturidade, autonomia e autenticidade (“A Menina e o Vento” – 2012). Junto a essa trilogia, foram criadas uma série de contações de histórias e oficinas a partir dos temas dos espetáculos, com adaptações de diversos livros infantis, que somadas à debates, oficinas e reflexões, fizeram parte do projeto “O Universo Infantil em Maria Clara Machado”.

Com o intuito de discutir os medos da criança contemporânea, a solidão, o abandono e as relações entre pais e filhos, a Cia estreou seu primeiro espetáculo totalmente autoral “Quem Apagou a Luz?” (2012). O segundo trabalho autoral foi o espetáculo “Splash ou A História da Gota Que Sonhava Ser Rio” (2016) que trouxe à cena uma discussão sobre os anseios e angústias da criança (e do ser humano) ao ter de se relacionar com o outro. No mesmo ano, a Cia estreou no Centro Cultural São Paulo o espetáculo “O Inimigo” (2016), baseado na obra homônima de Davide Cali e direção de Val Pires, levando à cena as incoerências de uma guerra, com todas as suas contradições e possíveis desdobramentos.

Recentemente, a Cia foi contemplada pela 32ª Edição da Lei de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo, com o projeto “Sonhos em Tempos de Guerra”, que conta com a participação de diversos artistas e coletivos para a criação, desenvolvimento e reflexão da criança dentro das pequenas guerras cotidianas. O projeto está em desenvolvimento desde setembro de 2018.

Esse repertório recebeu 29 prêmios em diversos festivais pelo país, além de duas participações em festivais internacionais no Chile – “3º Encuentro de La Red Iberoamericana de Artes Escènicas” (2007) e “XIV Festival Internacional de Teatro ENTEPACH” (2009) – e grande repercussão de público e crítica.

Ficha Técnica (completa):

Argumento, Encenação e Dramaturgia: República Ativa de Teatro

Atores-criadores: Leandro Ivo, Rodrigo Palmieri, Thiago Ubaldo e Vivi Gonçalves

Direção e Provocação Cênica: Eliana Monteiro

Iluminação e Mixagem de Som: Rodrigo Palmieri

Ambientação Sonora: República Ativa de Teatro

Figurinos e Adereços: Daíse Neves

Cenotécnico: Zé Valdir Albuquerque

Ilustrações: Renato Caetano

Designer Gráfico: Elaine Alves

Op. Som e Luz: Pedro Ricco

Assessoria de Imprensa:Bemelmans Comunicações

Produção: Fulano’s Produções Artísticas

Produção Executiva: Célia Ramos

Site: www.republicaativa.com.br

Facebook: facebook.com/RepublicaAtiva /

Instagram – @republicaativa

Serviço:

Mostra Sonhos em Tempos de Guerra

32ª Edição da Lei de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo.

Espetáculo infantil: A Cidade de Dentro

República Ativa de Teatro

Local: Teatro Alfredo Mesquita

Endereço: Av Santos Dumont, 1770 – Santana, São Paulo – SP, 02012-010

Telefone: (11) 2221-3657

Grátis!

Datas: de 5 a 27 de outubro de 2019, Sábados e Domingos, às 16h.

Duração: 45 minutos

Lotação: 198 lugares

Entrada Gratuita

Classificação Indicativa: Livre

Sócia-diretora da Bemelmans Comunicações, empresa de assessoria de imprensa. É formada em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero de São Paulo. Fez Curso de Assessoria de Imprensa para empresas em momentos de crise.
Post criado 16

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo