CANCELADO

CANCELADO

O Centro de Música Brasileira cancelou a abertura da Temporada para evitar riscos de transmissão direta do Covid-19.

O evento aconteceria dia 21 de março na Livraria Cultura do Shopping Villa-Lobos.

Novo local e horário para as apresentações do Centro de Música Brasileira

A abertura da Temporada 2020 homenageia o compositor Osvaldo Lacerda

No dia 21 de março, sábado, às 17h, o Centro de Música Brasileira abre a Temporada 2020 em novo endereço, no auditório da Livraria Cultura do Shopping Villa-Lobos, próxima a ponte Cidade Universitária. O recital fará uma homenagem aos 93 anos do compositor Osvaldo Lacerda que foi o fundador do CMB. Serão dois duos: o Duo Wendy Rolfe – Maria José Carrasqueira, de flauta e piano e Juliana Mesa, fagote e Eudóxia de Barros, piano. Grátis!

Eudóxia de Barros e Osvaldo Lacerda

Osvaldo Lacerda foi um grande compositor brasileiro com um refinado nacionalismo, fruto de extenso conhecimento das características da música brasileira, aliado a sólido domínio das técnicas modernas de composição. Dividiu experiências com Camargo Guarnieri de quem foi aluno por dez anos. Em 1963, estudou nos Estados Unidos com Vittorio Giannini e Aaron Copland. Foimembro efetivo da Academia Brasileira de Música, onde ocupava a Cadeira nº 9, cujo patrono é Tomaz Cantuaria.

Ganhou vários prêmios: Prêmio “Melhor Revelação como Compositor em 1962” pela Associação de Críticos do Rio de Janeiro; Primeiro Prêmio no Concurso Nacional de Composição “Cidade de São Paulo” (pela Prefeitura Municipal de São Paulo, em 1962); Primeiro Prêmio no Concurso de Composição de Obras Sinfônicas (promovido pela Rádio Ministério da Educação e Cultura, do Rio de Janeiro, em 1962) e Segundo Prêmio no Concurso de Composição “A Canção Brasileira” (promovido pela Rádio Ministério da Educação e Cultura, do Rio de Janeiro, em 1962); Primeiro Prêmio no Concurso de Composição e arranjos para Coro Misto a Quatro Vozes (promovido pela Universidade Federal da Paraíba, em 1967); Primeiro Prêmio no I Concurso Nacional de Composição para Instrumentos de Sopro-Trompa e Fagote (promovido pelo Sindicato dos Músicos Profissionais do Município do Rio de Janeiro, em 1984); prêmios APCA nos anos de 1978, 1997, 1981, 1986 e 2012 e Troféu Guarani pela Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, em 1997. Em 1984 fundou o Centro de Música Brasileira que tem o objetivo principal defender e difundir a música erudita brasileira.

Maria José Carraqueira, é brasileira e pianista. Desenvolve intensa carreira como solista, recitalista, camerista, professora convidada e conferencista, atuando nos Estados Unidos, Europa, Nova Zelândia, Armênia e América Latina. Seu CD com obras de E. Nazareth lançado na Europa pelo selo SOLSTICE, foi agraciado com 4 estrelas pelas revistas “Le Monde De La Musique” e “Diapason”, de Paris.

Wendy Rolfe é americana, flautista e professora do Berklee College of Music, em Boston, Massachussets, Estados Unidos. Apaixonada pelo Brasil e pela música brasileira, gravou o CD “Images of Brasil” com a pianista Maria José Carrasqueira, pelo selo americano Odyssey Discs, além de ter colaborado com os flautistas Antonio Carlos Carrasqueira e Odette Ernst Dias em várias oportunidades no Brasil e nos Estados Unidos.

Eudóxia de Barros é brasileira e pianista. Toca anualmente em todo o país. Algumas cidades que a pianista esteve em recitais em 2019 foram Porto Alegre, Canoas, Curitiba, Rio de Janeiro, Goiânia, Miguel Pereira, São Pedro, Campinas e Campos do Jordão. Em 2017 lançou a Obra Integral para Piano de Osvaldo Lacerda pela Paulinas.

Juliana Mesa

Juliana Mesa é colombiana, recitalista, pedagoga e coordenadora de membros da WYSO Music Makers en Madison, WI nos Estados Unidos. Doutora em Artes Musicais pela Universidade de Wisconsin – Madison, Juliana foi vencedora do Concurso 2016/2018 Irving Shain Woodwind/Piano. Em 2018 foi recitalista na 47ª Conferência Internacional da Sociedade de Reed Duplo, nos Estados Unidos, com a performance “Duas Peças Latino-Americanas para Bassoon e Clarinete”, com duos do compositor colombiano Andres Posada e do compositor brasileiro Osvaldo Lacerda. Em 2019 lançou o CD A Música de Osvaldo Lacerda para Fagote, que inclui uma seleção de obras originais para fagote em diferentes conjuntos de câmara e solo. 

Programa com obras de Osvaldo Lacerda:

1a. parte: Duo Wendy Rolfe – Maria José Carrasqueira

Osvaldo Lacerda:

Romântica – flauta e piano

Poemeto – flauta e piano

Brasiliana nº 2 – piano solo

Brasiliana nº 7 – piano solo 

Cantilena – flauta e piano 

Momento Lírico – flauta e piano

Toccatina – flauta e piano

2a. parte:
Juliana Mesa – fagote 

Eudóxia de Barros – piano

Osvaldo Lacerda:

Chôro na Clave de Dó para fagote e piano

Quatro Variações e fuga sobre um tema infantil para Fagote solo

Três peças breves para fagote e piano

Sonata para fagote e piano

Suíte para fagote e piano 

Currículos:

Maria José Carraqueira, denominada “musicienne dans l’âme”,  é pianista brasileira. Desenvolve intensa carreira como solista, recitalista,  camerista, professora convidada e conferencista, atuando nos USA, Europa, Nova Zelândia, Armênia  e América Latina. Seu CD com obras de E. Nazareth lançado na Europa pelo selo SOLSTICE, foi agraciado com 4 estrelas pelas revistas “Le Monde De La Musique” e  “Diapason”, de Paris. Dentre sua frequentes apresentações nos USA, destaca-se o recital no Weill Hall, do Carnegie Hall de Nova York, em Duo com seu irmão, o flautista Antonio Carlos Carrasqueira,  alem das constantes Lecture-Recitals sobre Música Brasileira, incluindo a Harvard University, e Berklee School of Music, a convite do David Rockefeller Center for Latin American Studies. Doutora em Artes, vinda de uma rica formação artística e musical recebida de seu pai, João Dias Carrasqueira, e dos professores  Lina Pires de Campos, Camargo Guarnieri,  Jacques Klein, Magda Tagliaferro, teve na Europa grandes orientadores nas figuras de B. Seidlhoffer, E. Richepin, H.Dreyfus (Cravo), H. Datyner, D. Rossiaud, e G. Demus Numerosas são suas atuações e gravações para a Rádio e TV, e su  discografia, realizada pelos selos Paulinas-COMEP e YB (Brasil), Solstice e Skarbo (França), Centauros e Odyssey Discs (USA).

A agenda de 2019 inclui  apresentacões em Genebra, Paris, Lima, Valdivia (Chile) e Quito, onde acaba de realizar o Concerto N.3 de E. Villani-Cortez com a Orquestra Sinfônica Nacional do Ecuador.

Wendy Rolfe é uma reconhecida flautista americana, especialista em flautas antigas e modernas.

Com apresentações por todos os Estados Unidos, é receptora do importante prêmio “Solo Recitalist Grant”, do National Endowment for the Arts, além de ser  “Fulbright Senior Specialist”.

Uma das mais conceituadas especialistas em flautas históricas, Wendy Rolfe apresenta-se continuamente, grava e faz inúmeras turnês com os renomados grupos: Boston’s Haendel and Haydn Society, Boston Baroque e o New York Concert’s Royal. Já se apresentou com o New York Collegium e a Dallas Bach Society, além de ter se apresentado e gravado com a Tafelmusik Baroque Orchestra, de Toronto (Prêmio Juno, 2006).

Foi “Tanglewood Fellow”, (membro do Festival de Tanglewood), e apresentou-se em festivais como o Boston Connecticut Early Music e Waterloo, Monadnock e Buzzards Bay.

Artista e professora, atua em diversos festivais internacionais no Ecuador, Peru, Costa Rica, República Dominicana, Finlândia, Brasil (Festival Internacional de Verão de Brasília).

Apaixonada pelo Brasil e por música brasileira,  gravou o CD “Images of Brasil” com a pianista Maria José Carrasqueira, pelo selo americano Odyssey Discs, além de ter colaborado com os flautistas Antonio Carlos Carrasqueira e Odette Ernst Dias em várias oportunidades no Brasil e nos EUA.

Nos EUA gravou ainda o CD “Images of Eve”.

Wendy Rolfe é professora no  Berklee College of Music em Boston, Massachussets.  Fez seu Bacharelado no Oberlin Conservatory, com Robert Willoughby , e seu Mestrado e Doutorado na Manhattan School of Music, com Harvey Sollberger. Também estudou com Janice Smith, Lois Schaefer, Thomas Nyfenger  e com o lendário prof. Marcel Moyse, além de Master Classes, com Jean-Paul Rampal.

Gravou para os selos  Decca, Telarc (indicado ao Grammy), Disney Touchstone, com a Hollywood Studio Orchestra, e Anakleta para o documentário “Thomas Jefferson”, de Ken Burns, para o canal PBS.

Eudóxia de Barros é dona de um extenso e premiado currículo, e agraciada com quase uma centena de dedicatórias dos mais destacados compositores eruditos brasileiros. Destaca-se no cenário musical brasileiro e dedicar-se a levar a música a todos os rincões brasileiros. Algumas cidades que a pianista esteve em recitais em 2019 foram Porto Alegre, Canoas, Curitiba, Rio de Janeiro, Goiânia, Miguel Pereira, São Pedro, Campinas e Campos do Jordão. Em 2017 lançou a Obra Integral para Piano de Osvaldo Lacerda pela Paulinas.

Mesmo as cidades mais longínquas e pequeninas têm tido a oportunidade de apreciar um repertório de alto nível e cuidadosamente selecionado, no qual sempre se destacam obras-primas de compositores nacionais.

Suas interpretações vigorosas e cuidadosamente trabalhadas vão de Chiquinha Gonzaga a Osvaldo Lacerda; de Bach a Beethoven e a Chopin, muitas delas registradas em CDs e DVD. São um marco cultural importante para nosso país e um exemplo a ser sempre lembrado, aplaudido e imitado. – Texto de Lino de Almeida Cardoso.Pertence à Academia Brasileira de Música fundada por Villa-Lobos, desde 1989, ocupando a cadeira nº 14. Fundou com Osvaldo Lacerda o Centro de Música Brasileira. Site : www.eudoxiadebarros.com.br

A fagotista colombiana Juliana Mesa é recitalista, pedagoga e coordenadora de membros da WYSO Music Makers en Madison, WI nos Estados Unidos. Doutora em Artes Musicais pela Universidade de Wisconsin – Madison, Juliana foi vencedora do Concurso 2016/2018 Irving Shain Woodwind/Piano durante seus estudos enquanto era Assistente de Ensino e Bolsista Universitário. O álbum mais recente de Juliana, A Música de Osvaldo Lacerda para Fagote  lançado em setembro de 2019, inclui uma seleção de obras originais para fagote em diferentes conjuntos de câmara e solo composto pelo compositor brasileiro Osvaldo Lacerda. 
Juliana Mesa é uma recitalista ativa nos Estados Unidos e Colômbia e está sempre em busca de um novo repertório latino-americano para o fagote. Ela foi convidada como recitalista para a 47ª Conferência Internacional da Sociedade de Reed Duplo em 2018 com a performance “Duas Peças Latino-Americanas para Bassoon e Clarinete”, com duos do compositor colombiano Andres Posada e do compositor brasileiro Osvaldo Lacerda.  Juliana é a fundadora do Underground Chamber Collective e tem dado performances com o théconjunto com obras tanto para instrumentos de cordas quanto para sopro. Algumas performances recentes incluem Andante de Webere Rondo Ungarese e Septet de Beethoven.
Mesa ofereceu o Concerto de Fagote de W. A. Mozart em 2014 com a Orquestra Sinfônica e foi convidada como artista convidada para se apresentar e lecionar no Conservatório da Lynn University em Boca Raton, FL, em 2017. Como membro do Black Marigold Wind Quintet, Juliana gravou um single de “Beer Music” de Brian DuFord em 2018. Juliana também colaborou em outras produções discográficas, como os musicais interacciones vol. 2, onde gravou as miniaturas de Alba Potes  para las mariposas ausentes. 
Como musicista orquestral, ela já se apresentou nas Orquestras Sinfônicas de Wisconsin,  Madison e Beloit/Janesville,  Orquestra Comunitária middleton,  ÓPERA AFRESCO, Orquestra Sinfônica EAFIT, Orquestra Filarmônica de Medellín, Orquestra Sinfônica Nacional da Colômbia, Orquestra Sinfônica Juvenil de El Salvador e Schola Cantorum Brasiliense. Ela também tocou    com orquestras da Universidade de Wisconsin-Madison, Escola de Artes da Universidade da Carolina do Norte, universidades El Bosque, Javeriana, Nacional de Colômbia e Corpas. Mesa-Jaramillo apareceu como topeonista principal com a Banda Sinfônica de Cundinamarca em Bogotá  e foi principal instrutora de bassoonista e fagote na Academia Filarmonic medellín (agora IberAcademy) de 2012 a 2015, onde se apresentou com os maestros Roberto González-Monjas, Alejandro Posada, Pablo Mielgo e Claudio Vandelli. Ela foi convidada para participar da Orquestra Juvenil da Colômbia em 2014 com o maestro Andrés Orozco – Estrada. Durante sua carreira, ela se apresentou em uma grande variedade de conjuntos de câmara, orquestras e bandas sinfônicas.
Mesa-Jaramillo foi membro do quinteto de sopro “Quinteto Céfiro”, que realizou mais de trinta concertos educacionais em escolas públicas de Bogotá. Ela também se apresentou com grupos musicais colombianos como Djapá e “Diluendo Trio”, a dupla fagoton “Fagot a Duo”, “Ensamble Pa’ Los Cinco” e “Trio Palonegro” e o Quinteto de Woodwind “Hilti-AFMED”. Juliana se formou em 2010 no curso de Mestrado na Escola de Artes da Universidade da Carolina do Norte a instrução de Saxton Rose e é bacharel pela Universidade El Bosque em Bogotá, Colômbia.

Centro de Música Brasileira

O Centro de Música Brasileira – CMB é uma sociedade civil sem fins lucrativos, fundada em São Paulo, em 18 de dezembro de 1984, iniciando suas atividades em 29 de abril de 1985, no Teatro de Cultura Artística, com recital de Eudóxia de Barros, que é a atual Presidente. Osvaldo Lacerda foi o Presidente até 2011.

O CMB visa defender e promover a música brasileira erudita de todas as épocas e estilos. Por duas vezes recebeu Prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte – APCA. Realizou 340 apresentações em São Paulo, e um total de 47 em cidades do interior dos estados de São Paulo e Minas Gerais. Atualmente promove recitais mensais no auditório da Livraria Cultura, do Shopping Villa-Lobos, no Jardim Universidade Pinheiros.

Financeiramente sobrevive por investimento da pianista Eudóxia de Barros e por anuidades de músicos interessados, R$ 120,00 (individual) e R$ 180,00 (casal).

Promoveu vários concursos nacionais de Interpretação: 7 da Canção de Câmara Brasileira; 5 de Músicas Brasileiras para Piano; 2 de Músicas Brasileiras para Flauta.

Realizou um Concurso de Monografia “O Dobrado”, e dois de Composição: o primeiro, em parceria com a Biblioteca Municipal Mário de Andrade de São Paulo, em 2008, o Concurso de Tocata para Piano, vencido em 1º lugar por Nelson Lin, que teve prêmio oferecido pela Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo e a impressão da Tocata, pela Academia Brasileira de Música. Em 2009, na Casa Mário de Andrade, foram realizados o II Concurso de Interpretação de Músicas Brasileiras para Flauta e o V Concurso de Interpretação de Músicas Brasileiras para Piano, com prêmios oferecidos pela Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo. Em 2015, realizou o Concurso de Interpretação Pianística da obra de Osvaldo Lacerda.
Site: http://centrodemusicabrasileira.blogspot.com/

Facebook: https://www.facebook.com/centrodemusicabrasileira

Serviço:

CANCELADO

Dia 21 de março, sábado, às 17h 

Abertura da temporada 2020 do Centro de Música Brasileira

Homenagem aos 93 anos de Osvaldo Lacerda

Duo Wendy Rolfe – Maria José Carrasqueira – flauta e piano

Juliana Mesa – fagote 

Eudóxia de Barros – piano

Local: Livraria Cultura do Shopping Villa Lobos 

Av. das Nações Unidas, 4,777 – Piso 2 – Loja 245 
Jardim Universidade Pinheiros
Tel: (11) 3024-3599

Capacidade: 120 lugares

Classificação Livre

Grátis!

Sócia-diretora da Bemelmans Comunicações, empresa de assessoria de imprensa. É formada em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero de São Paulo. Fez Curso de Assessoria de Imprensa para empresas em momentos de crise.
Post criado 18

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo