Luiz-Ottavio Faria no Supertônica

Ouçam a entrevista no Supertônica de Arrigo Barnabé na Rádio Cultura

Luiz-Ottavio Faria e Arrigo Barnabé

Natural do Rio de Janeiro, na adolescência, ele tocava violão e cantava. Sua voz lírica foi descoberta num final de semana na praia. Passou a estudar canto, cursou a universidade. Sua carreira teve início numa montagem no Municipal do Rio, como Tommaso, de “Un ballo in maschera”, de Verdi. Sua estréia internacional foi num “Porgy and Bess”, na Alemanha. No final dos anos 1980, Fixou-se em Nova Iorque, onde estudou na Juilliard School.

Sua carreira inclui apresentações sob a regência de Enrique Batiz, Maurizio Benini, Eugene Kohn e Ira Levin, entre tantos outros. Em cena, foi dirigido por Franco Zeffirelli, Thaddeus Strassberger e Sérgio Brito, apenas para citar três nomes.

Neste programa, transmitido em agosto de 2019, uma revisão das histórias do Rio, seu início de carreira, experiências internacionais, preconceito e muitos outros assuntos.

“A vida é uma ópera e uma grande ópera”

(Dom Casmurro, de Machado de Assis)

Sócia-diretora da Bemelmans Comunicações, empresa de assessoria de imprensa. É formada em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero de São Paulo. Fez Curso de Assessoria de Imprensa para empresas em momentos de crise.
Post criado 17

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo