Peças do projeto Escola em Cena por ordem de exibição com data, sinopse, detalhes, ficha técnica, gênero, duração e classificação.

Release geral do projeto Escola em Cena https://www.bemelmans.com.br/2023/10/30/em-novembro-a-2a-edicao-do-projeto-escola-na-cena-tera-uma-intensa-imersao-nas-artes-com-9-pecas-3-oficinas-debates-e-seminario/

Todos os eventos são gratuitos!

Data

6 de novembro
Teatro Commune

Coletânea – Cia Retratos – Foto de Wilian Aguiar

Às 15h, Coletânea da Cia Retratos
“Coletânea” celebra Eduardo Coutinho, um dos mais importantes documentaristas da história do Brasil, que completaria 90 anos em 2023, e a capacidade desse artista de mostrar o profundo e impactante na narrativa de pessoas comuns, valorizando aquilo que nos faz profundamente humanos.

Ao misturar vivências dos atores, memórias inventadas, depoimentos de personagens de filmes do cineasta, trechos de entrevistas relatos e de clássicos de autores como Shakespeare e Tchecov, a dramaturgia da peça constrói uma coleção de histórias, reforçando o poder da narrativa e das escolhas.

Ao colocar personagens, que se apresentam como atores, discorrendo abertamente sobre temas sensíveis e pessoais, expondo afetos, medos, desejos, dúvidas e convicções, em relatos, ora engraçados, ora trágicos, “Coletânea” desperta uma série de questionamentos. O que esconde uma vida aparentemente ordinária? Qual é o papel do ator? Qual é a linha que divide uma realidade encenada e uma ficção? Tudo isso em uma honesta homenagem ao teatro e ao árduo ofício do ator.

Ficha técnica

Elenco – Andressa Andreatto, Carla Vazquez, Fernando Tavares, Maíra Machado, Paulo Xavier, Roberta Azevedo e Warner Borges.
Stand-in: Cláudia Rosa
Dramaturgia e direção – Renato Andrade
Direção de Arte – Cristiano Panzarin
Produção – Bruno Ospedal, Renato Andrade e Roberta Azevedo
Figurino – By Anna
Realização – Cia. Retratos

Gênero: Comédia Dramática Naturalista

Duração: 45 minutos

8 de novembro, quarta-feira
Teatro Commune

A Professora – foto de Manuela Paulino

Às 9h30, A Professora da Cia Lúdica

Sinopse: O espetáculo narra as circunstâncias que envolvem Cícera, uma professora de artes cênicas, que com algumas alunas criou um coletivo de performance no qual desenvolvem atividades como teatro, dança e música. Nos bastidores do universo artístico, onde os sonhos dessas jovens florescem, a busca pelo conhecimento e pela transformação do mundo, o desejo de realização profissional e a liberdade de viver são abalados por uma condição de vulnerabilidade. Isso ocorre após a morte trágica de um jovem aluno, que desencadeia uma série de conflitos com o grupo e seus familiares.

Direção- Marcya Harco
 Dramaturgia – Paulo Drumond
 Coordenação de Pesquisa Dramatúrgica  – Carlos Meceni

 Elenco:
 Marcya Harco
 Paulo Drumond
 Érica Franze
 Victor de Seixas
 Camila Donadão
 Zu Aguiar
 Cássia Carvalho
 Roberto Lopes
 Natália Camilo
 Pitter Guimarães
 Coreografia da performance de dança (Jennifer) – Érica Franze
 Texto da performance (Sofia) – Natália Camilo
 Performance atuação / poesia (Clarice) – Camila Donadão
 Trilha sonora – Marcya Harco
 Produção / Administração – Cia. Lúdica / Sonhos de Uma
 Noite Produções Artísticas Ltda. ME

Drama
Duração: 75 minutos
14 anos

Youbute: https://youtu.be/-m78YU2vW40

Chorinho com Cida Lima e Ronaldo Barbosa da Cia Fuxico de Teatro

Às 14h, Chorinho da Cia Fuxico de Teatro

Sinopse: A vida urbana de duas personagens, a tia, uma senhora aposentada (Cida Lima) e o morador da praça (Ronaldo Barbosa), aparentemente antagônicos, que aos poucos iniciam uma amizade pouco provável. Com humor e poesia, em sete momentos do espetáculo, eles compartilham suas histórias, medos e solidão.

Autor: Fauzi Arap
Direção: Marcos Loureiro
Atores: Cida Lima e Ronaldo Barbosa
Técnico de luz e som – Cléber D ‘nuncio
Assessoria dramaturgica – Regis Trovão
Sonoplastia – Cia Fuxico de teatro
Figurino- Alessandra Nascimento
Cenário – Cia Fuxico de teatro
Produção – Cia Fuxico de teatro

Comédia Dramática
Duração: 90 minutos
13 anos

Youtube https://youtu.be/CsVSC_xZTqQ?si=msx6F8bmvcAGuBHs

9 de novembro, quinta-feira
Teatro Commune

Ubu Rei, Esther Góes e Augusto Marin – Foto de Luiz Áureo

Às 9h, Ubu Rei

A ação passa-se na Polônia, ou seja, em lugar nenhum, como o próprio Jarry afirmou na apresentação da peça.

Ubu é um personagem monstruoso, despótico, corrupto e sem escrúpulos e homem da confiança do Rei. Manipulado pela esposa, assassina o Rei Venceslau e usurpa o trono polonês. Em seguida mata os nobres, juízes e os financistas e trai seus próprios apoiadores. Qualquer semelhança com Macbeth, de Shakespeare, não é mera coincidência! Exercendo o poder de forma brutal e sanguinária ao longo de uma sucessão de episódios essencialmente absurdos, a sua política vai-se revelando catastrófica. Ubu na ânsia de dominar o mundo, vai à guerra e perde para os Russos e os Poloneses. 

No fim, os dois atravessam os alpes e mãe Ubu, grávida de vários Ubuzinhos, embarcam em um navio em direção à uma terra prometida! Lá pretendem fundar o reino da Patafísica, o Reino de Pai Ubu!

O espetáculo termina com a canção Bye, Bye, Polonia!

Ficha Técnica
Direção Geral: Armando Liguori Júnior
Tradução e Concepção: Augusto Marin
Elenco: Elenco: Esther Góes, Augusto Marin, Armando Liguori, Fabricio Garelli, Ricardo Sequeira, Natalia Albuk e Paulo Dantas.
Paulo Dantas – Músico, Nobre da Corte, Soldado, Voz do Fantasma, marinheiro
Fotos: Luiz Aureo, Claudio Frateschi, Franciele Moura e Alanderson Pantufa
Diretor de Produção: Nina Stein

Tragicomédia e Teatro Físico e Visual
14 anos
Duração: 30 minutos

Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=0MUBX0gHbww

Otelo – Foto de Carlos Garcia

Às 14h30, Otello de John Mowat

Sinopse: Desdêmona, uma jovem negra e Otelo, general de Veneza, jovem e branco, casam-se secretamente contra a vontade da mãe dela, Dona Brabancia. Iago quer vingar-se de Otelo por este ter promovido o jovem Cassio em seu lugar ao posto de tenente coronel. Seu plano é fazer com que Otelo pense que Cassio e Desdêmona são amantes. Primeiro faz Cassio ficar bêbado e brigar, ferindo o Governador de Chipre, sendo demitido por Otelo. Depois mostra a Otelo um sonho erótico de Desdêmona com Cassio. Em seguida, rouba um lenço de Desdêmona e o coloca no quarto de Cassio, fazendo com que Otelo saiba. Iago convence Rodrigo a matar Cássio pelo amor de Desdêmona. Rodrigo e Cássio duelam e se ferem mutuamente. Iago mata Rodrigo, mas diz a Otelo que matara Cassio. Otelo mata Desdêmona. Emília revela que Desdêmona nunca foi infiel e que o lenço foi roubado por Iago. Iago mata Emília. Otelo, arrependido, se mata. Cássio reaparece ferido, prende Iago e encerra a tragédia. No final, Otelo mata Desdêmona, Emilia, a criada, revela todo o plano de Iago, que mata Emilia. Cássio volta e prende Iago e encerra a tragédia.

Baseado na peça Otelo, de William Shakespeare
Direção:  John Mowat e Augusto Marin

Elenco:
Armando Liguori – Otelo e Rodrigo
Augusto Marin – Iago, Cassio, Turco e Governador de Chipre
Myllena Dias – Desdêmona, Dona Brabancia e Turco
Natalia Albuk – Emília, Bianca e Apresentadora
Paulo Dantas – Exército de Veneza,
Músico, Chimbica (o cão), Turco e Juiz e Dor de Cabeça

Administrador: Anderval Areias
Diretora de Produção: Nina Stein
Luz e Som: Agnaldo Nicoletti e Andre Lemes
Realização Commune e Augusto Marin

Tragicomédia e Teatro Físico e Visual
12 anos
Duração: 80 minutos


O Antipássaro com Nilton Bicudo – Foto de Rodrigo Chueri

Às 20h, O Antipássaro,direção e roteiro de Elias Andreato

O roteiro traz a poesia de Orides, a sua estrela, e também recortes biográficos, pinçados de entrevistas da poeta que apresentam ao público seu pensamento e criação, seu ideal de poesia. O Antipássaro, um voo pra pensar sobre o que é ser artista no Brasil.


Sinopse: O Antipássaro é sobre a vida e obra de Orides Fontela, poeta, nascida em São João da Boa Vista, São Paulo, em 21 de abril de 1940, Orides Fontela é uma das mais importantes poetas brasileiras. Sua pequena e densa obra se sobressai pela radical modernidade e cortante lucidez de sua linguagem.

Reconhecida desde o início de sua carreira por nomes como Antonio Candido e Davi Arigucci Jr., publicou cinco volumes incontornáveis de poemas: Transposição (1969), Helianto (1973), Alba (1983, pelo qual recebeu o Prêmio Jabuti), Rosácea (1986) e Teia (1996), e algumas dezenas de poemas inéditos, unindo densidade e clareza, asperidade e beleza. Morreu em 12 de outubro de 1998, de tuberculose, no Sanatorinhos de Campos do Jordão, e quase foi enterrada como indigente. Escapou desse destino por causa de um exemplar de seu livro “Teia”, que mantinha entre seus poucos objetos e que foi achado por uma enfermeira da clínica. Filha de pai operário e analfabeto, começou a escrever aos sete anos, estudou filosofia na USP, foi professora primária mas detestava lecionar, morou no Crusp e no diretório acadêmico 11 de agosto. Teve poucos amigos, era “de difícil convivência”. Morou também na Cesário Mota ao lado Minhocão, e teve a luz cortada diversas vezes por falta de pagamento. “Morar perto de Avenidas não é tão ruim quanto se pensa. É só fechar a janela”. Amou gatos, não amou pessoas e foi atropelada quatro vezes.

Roteiro e Direção de Elias Andreato baseado na obra e vida da poeta Orides Fontela
Com: Nilton Bicudo 
Luz e Cenário de Elias Andreato
Música Composta por Jonatan Harold
Assistência de Direção: Zé Gui Bueno
Fotografia: Rodrigo Chueri
Designer gráfico: Keren Ora Karman
Figurino de Marcelo Leão
Produção de Rosa Vermelha Produções Artísticas
  

Teatro, sarau, poesia
12 anos
Duração: 50 minutos

10 de novembro, sexta-feira
Teatro Commune

Noite de Reis – Armando Filho, Bryan Parasky e Maira Natássia

Às 20h, Noite de Reis de William Shakespeare
Direção e concepção – Eliete Cigaarini

Sinopse: Viola é sobrevivente de um naufrágio no qual julga ter perdido por afogamento seu irmão gêmeo, Sebastian. Perdida em Ilíria, Viola decide vestir-se de homem para conseguir um meio de sobrevivência e procura trabalho no palácio do governador da cidade, o Duque Orsino.

O clima neste período era o de epifania. Hoje, em termos modernos, chamaríamos de “trolagem”. Esse é o foco cômico da trama. Os empregados da personagem Olivia “trolam” Malvólio, o mordomo do palácio. Como este não tem nenhum senso de humor que ajude o bom convívio e não admite tão pouco a diversão dos outros, Malvólio é o alvo da brincadeira e cai em uma boa cilada.  Os métodos utilizados para diversão em dia de Reis, no século XVII, não chamaríamos de politicamente corretos… Um dos hábitos de diversão da época, por exemplo, era amarrar um urso à uma árvore e soltar os cachorros para se divertirem.

O trio Sir Toby, Sir Andrew, Maria e o bufão Feste, apronta para vingar-se dos desmandos de Malvólio. Estes personagens ocupam a função de fazer toda a crítica à sociedade de Ilíria.

Outros personagens emblemáticos integram a história. O tio encostado de Olivia, Sir Toby (Bryan Parasky); o bufão Feste (Caio Magaldi) e Maria, a empregada de Lady Olivia, (Maira Natássia), Sir Andrew, pretendente de Lady Olivia (Rafael Moreno) e Malvólio (Armando Filho), o mal-humorado mordomo odiado por todos.

Ficha técnica:

Autor: William Shakespeare
Tradução e adaptação – Eliete Cigaarini
Direção e concepção – Eliete Cigaarini
Elenco por ordem alfabética:
Armando Filho (Malvólio), Bryan Parasky (Sir Toby), Caio Magaldi (Capitão e Feste), Sophya  Rabassi (Olívia), Gabi Prota (Viola/Cesário), Ruan Pereira (Sebastian), Maira Natássia (Maria), Rafael Moreno (Sir Andrew), Renan Villas (Orsino),
Designer gráfico – Rafael Américo
Fotografia – Sophya Rabassi
Redes Sociais – Sophya Rabassi e Renan Villas
Trilha sonora – ShakeCena Cia de Pesquisa Teatral.
Operador de Som e Luz – J. Michilis
Assessoria de Imprensa e Comunicação – Parceria 6 Assessoria de Comunicação
Produção e Realização – ShakeCena Cia de Pesquisa Teatral e Creartes Produções Artísticas
https://www.shakecena.com.br/

Comédia
12 anos
Duração: 75 minutos
Youtube https://youtu.be/rt61FQaaPQw

11 de novembro, sábado
Cidade Ademar

Lelé Livreto com Wilson Antunes

Às 15h30, Lelé Livreto

Lelé Livreto é um desbravador literário, sempre desvendando histórias. A cada  aventura uma  nova história  para  contar  e  ser  vivida. Em cada conto, sempre há novas descobertas. Em cada ação, o personagem Lelé livreto narra e encena com a ajuda de objetos cênicos que remete, por vezes, aquilo que não se pode ver, mas imaginar.

Ao final de cada história, há um jogo de adivinha em que o vencedor ganha um livro. Uma maneira de elucidar a importância da brincadeira, imaginação e estímulo a leitura.

Ficha técnica

Wilson Antunes – Ator
Bruna Edilamar – Produção

Infantil – Contação de histórias
Livre
Duração: 20 minutos

E Se Fosse Com Você? – Duo Teatral

Às 17h, E Se Fosse Com Você? do Duo Teatral

Sinopse: Tudo seria maravilhoso naquela sala de aula se não fosse a agressividade de alguns alunos. Pelos pátios do colégio, perto da cantina, Animal e sua turma agridem os colegas. Eles colocam apelidos horrorosos naqueles que são um pouco diferentes: os que usam óculos, os mais gordinhos ou mais magrinhos. Qualquer diferença é motivo de xingamento, gozação e ofensa. Mas a professora Nanci descobre uma forma eficiente de acabar com esse tipo de atitude.

Adaptado livremente do livro E se fosse com você? Uma história de bullying! da autora e psicanalista Sandra Saruê.
Dramaturgia e direção André Falcão
Figurinos e trilha sonora Vera Kowalska
Assessoria de conteúdo Ana Paula Lazaretti de Mesquita
Iluminação Maurilio Domiciano
 Fotografia Cadu De Castro
Elenco André Falcão e Vera Kowalska
Produção e cenário Duo Teatral

Infantil
7 anos
Duração: 45 minutos

Endereços

Teatro Commune
Rua da Consolação, 1218, Consolação, CEP 01302-001, São Paulo/SP
Fone: (11) 97665 2205
Instagram @teatrocomunne

Cidade Ademar

Instituto Euachoumabsurdo,

Rua Leon Carvalho, 105 – Jardim Martini, 04439-030, São Paulo – SP
Instagram @euachoumabsurdo

Quadra: Rua Leon Carvalho, 131

Jd. Martini CEP 04439-030

Grátis!

Release geral do projeto Escola em Cena https://www.bemelmans.com.br/2023/10/30/em-novembro-a-2a-edicao-do-projeto-escola-na-cena-tera-uma-intensa-imersao-nas-artes-com-9-pecas-3-oficinas-debates-e-seminario/

Link de fotos – https://drive.google.com/drive/folders/1L_x2_Ayi_lD4cGex-e9sErWZnRWk2qvb?usp=sharing

Assessoria de imprensa
Miriam Bemelmans

miriam@bemelmans.com.br
(11) 3034-4997 e (11) 9 9969-0416
https://www.bemelmans.com.br
Instagram: @mbemel
https://linktr.ee/bemelmans

Sócia-diretora da Bemelmans Comunicações, empresa de assessoria de imprensa. É formada em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero de São Paulo. Fez Curso de Assessoria de Imprensa para empresas em momentos de crise.
Post criado 17

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo